FÚRIA METAL BRASIL ENTREVISTA A BANDA DE DEATH/THRASH METAL "LETHAL STORM"


FÚRIA METAL BRASIL ENTREVISTA A BANDA  DE  DEATH/THRASH METAL          "LETHAL STORM"

            Por : Julie Sousa



1- Bom, primeiramente gostaríamos de dizer que é um prazer ter a Lethal Storm aqui no Fúria Metal Brasil. 
Gostaria que comentasse um pouco sobre o surgimento da Lethal Storm e o que os levou a montar uma banda de Death/Thrash Metal.

Fabio Luiz (baterista):
Nós que agradecemos a oportunidade, e é um prazer estarmos  aqui na Fúria Metal Brasil.

Douglas Mota ( Vocal ):
No inicio tínhamos a ideia de montar uma banda cover de Sepultura, aí eu meu irmão Diego Mota ( ex-guitarrista ) e o Tiago Lucas (ex-baterista) começamos com covers, ai conseguimos mais um guitarrista, Cleber e o ex baixista William Santos. Ai meu irmão começou a compor até q surgiu o primeiro som do Lethal Storm, Disorder, lembrando que na época a banda era chamada apenas de "Storm".
Daí pra frente começamos a compor mais e mais, e tambem sofremos com trocas de membros constantes, mas nada que não superássemos!

Haroldo Sanchez( Baxista):
Conheci a banda em 2007 através do 1º Baixista do Lethal, após alguns anos acompanhando
a banda o Douglas resolveu me convidar para tocar com o Lethal. O thrash e death metal esta em nossas veias os membros fundadores do Lethal tinham isso também e  todos nos da banda temos nossa raízes  no thrash/death,
crescemos ouvindo kreator, slayer, cannibal corpse entao é o que gostamos e queremos tocar.

2- Explique o porquê da escolha do nome da banda e se já passaram por algum episódio curioso ou engraçado que queiram nos contar.

Douglas Mota ( Vocal ):
A banda no inicio era chamada de Storm pelo fato de toda vez que tinha ensaio chovia, ai por isso demos o nome de Storm, ai um ano depois percebemos q ja existia bandas com o nome Storm ai colocamos o Lethal!!

3- O Brasil tem bandas brasileiras de Metal que estão entre as melhores do mundo, mas a queixa de muitas delas é que a cena ainda precisa evoluir em certos aspectos, como público, etc. Na opinião de vocês, qual é o principal problema da cena brasileira atualmente?

Fabio Luiz - (baterista):
Para quem acompanha o cenário rock nacional sabemos bem que o “Q .I “( quem indica), é o que manda no rock nacional (talvez até lá fora, mas estamos falando da cena no brasil), todos sabemos que se sua banda for “apadrinhada “ vai ao longe, isso não é uma tese, é uma coisa certa, não vou citar alguns exemplos aqui por que vai ser chato, mais temos vários exemplos,  quem paga mais pode mais, não acontece só nos meios de transmissões pela internet revista e Etc....acontece muito em bares e em  casas de shows, e se você quiser que sua banda seja vista e reconhecida, a jogada é arriscar tudo em uma turnê fora do brasil pois o público brasileiro da mais valor a bandas que vem de fora ( quando falo Público digo em um todo e não as 100 pessoas que frequenta os bares de suas cidades ) , vejo varias bandas que fazem turnê fora do Brasil e ao chegar no Brasil ainda sim tem que pagar pra tocar em alguns lugares e ainda sim para um público de 20 a 30 pessoas ainda com sorte para que 10 dessas pessoas não seja parentes. Isso é só observar as principais bandas e destaque no nosso cenário, ou um membro é dono de algum site ou é parente de algum musico famoso, não digo que  por causa disso o som dessa banda seja “Ruim” mas digo que tem varias bandas com um som com grande potencial que não consegue espaço na mídia nacional, e que não consegue fazer um show sem tirar dinheiro do bolso, e isso reflete em bandas covers onde com certeza os bares darão maior importância.
 
4- Fale um pouco sobre como é o processo criativo da banda, em quais temas vocês buscam inspiração, que mensagem pretendem passar, etc.

 Haroldo Sanchez (baxista):
Os temas que nos inspiram são as coisas que estão acontecendo ao nosso redor.

Douglas Mota (Vocal ):
Maiores influências de minha parte é Amon Amarth, Arch Enemy e Eluveitie.
Fabio Luiz (baterista):
Todos tentamos colocar suas próprias influências, temos desde Cannibal Corpse a A7x, por isso as musicas estão ficando com um grande diferencial, não pretendemos sair do Foco do Death/thrash mas as novas musicas terão algo a mais.

5-  Quais os planos da banda para ainda este ano e o que podemos aguardar da Lethal Storm para 2014?

Douglas Mota ( Vocal ):
Estamos em processo de composição do nosso novo cd! Esperamos ate o fim do ano, começarmos a gravar!
Fabio Luiz (Baterista):
Estamos acertando alguns detalhes, e no inicio de 2014 pretendemos entrar no estúdio.

6- Para os leitores que queiram saber ainda mais sobre a banda, quais são as redes sociais nas quais vocês estão? Deixe os links da banda para a galera conferir o trabalho de vocês.



7 - Suas considerações finais e recado aos fãs e amigos.

Luciano (guitarrista)
Agradeçemos a todos que nos acompanham e curtem o nosso som.



Douglas Mota ( Vocal ):
Eu agradeço a todos por acreditarem no nosso trabalho porque: Lethal Storm WE ARE!!
Haroldo Sanchez:
Gostaria de agradecer a todos  que tem apoiado o Lethal Storm, nossos amigos e familiares.

Fabio Luiz:
A galera que vem acompanhando a trajetória da banda. Espero que continuem, e convido a todos a assistirem aos nossos videoclipes  das músicas “blood Storm” e “Words Of Mankind”


Nenhum comentário:

Postar um comentário